- Imprensa

 

PRESS RELEASE

Outubro 2017

SETE ONÇAS EM UMA NOITE

É onça para se fartar de admirar. Em uma só noite na última campanha de capturas promovida pelo Onçafari pesquisadores e visitantes avistaram cinco machos e duas fêmeas na mesma área, alimentando-se alternadamente da mesma carcaça, no Refúgio Ecológico Caiman, área preservada no pantanal de Miranda, MS.
Só no mês de julho a equipe do projeto fez 81 avistamentos, ou seja, viram mais de duas onças por dia. Isa, Tyto, Fera, Nusa e Juju, Gaia, Zico, Joker, Sombra e Fera, Leen, Natureza, Troncha, Esperança,  Pandhora e Flor já são velhas conhecidas do time do Onçafari. Outras onças ainda não identificadas também passaram por lá, sendo flagradas pelas lentes dos turistas ou pelas armadilhas fotográficas da marca Bushnell, câmeras com sensores de movimento instaladas ao longo da propriedade.
A tranquilidade dos animais na presença dos veículos do projeto é a comprovação da eficiência do trabalho feito há mais de 6 anos peloOnçafari.  Nusa e Juju, por exemplo, estavam interagindo.  Ao perceberem os carros não alteraram seus comportamentos. No começo, a pequena Juju parecia até um pouco desconfiada, mas como a sua mãe Nusa se manteve muito serena, a filhote foi se acostumando com o carro e no final estava completamente relaxada. Esse é um dos principais preceitos do processo de habituação: mães habituadas tendem a demonstrar aos filhotes que os veículos Mitsubishi dos pesquisadores não representam ameaça. Portanto, tais filhotes também serão habituados, aprendizado que será passado de geração em geração.
E quanto mais observados, mais admirados e mais preservados serão.
Para apoiar o Onçafari  basta clicar em:
https://www.kickante.com.br/ campanha/oncafari
Nossa campanha de financiamento coletivo está com os dias contados. Venha fazer parte da história de conservação das onças-pintadas!

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/ projetooncafari
https://www.youtube.com/user/ Oncafari
www.facebook.com/ Projetooncafari

 

Outubro 2017

AJUDE A SALVAR AS ONÇAS-PINTADAS

Você já conhece o Projeto Onçafari, que trabalha há mais de 6 anos para proteger as onças-pintadas do Pantanal brasileiro. Neste tempo, os pesquisadores e seus parceiros puderam ver cenas até então raras do maior felino das Américas: mães amamentando filhotes, ensinando-os a caçar, onças escalando árvores, nadando, dormindo.
As informações coletadas pela equipe promoveram um salto no que a ciência conhece sobre essa exuberante espécie.
Com o trabalho do Onçafari foi possível garantir a liberdade de Isa e Fera, duas onças órfãs que foram treinadas e soltas nas terras encharcadas de Miranda, MS.
Agora você pode dar sua contribuição para salvar as onças-pintadas participando de nossa campanha de crowdfuding. Doando a partir de R$15,00 você faz sua parte para garantir a sobrevivência  delas.
O prazo é curto! Não perca a oportunidade de integrar esse time e ajudar a conservar o terceiro maior felino do mundo. A nossa onça-pintada.
Para apoiar o Onçafari basta clicar em:
https://www.kickante.com.br/oncafari

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/ projetooncafari
https://www.youtube.com/user/ Oncafari
www.facebook.com/ Projetooncafari

 

PANDHORA, A ONÇA

 

A equipe do Onçafari não para! Na última campanha de capturas no Refúgio Ecológico Caiman, em Miranda, MS, quatro animais foram capturados em apenas 7 dias. Entre elas, uma das preciosidades pantaneiras: Pandhora. 
Essa linda fêmea é um dos filhotes de Esperança, onça acompanhada pelos pesquisadores desde o início do projeto. Ganhou esse nome depois de ter sido adotada em setembro de 2016 pelo fundo de investimentos Pandhora.
Ela já havia sido capturada no ano passado, mas por ainda ser muito pequena não ganhou um radio-colar, com sinal GPS/VHF da marca Sirtrack , que permite que os biólogos saibam onde e como estão os felinos .
Agora Pandhora pesou 62 kg e recebeu um colar para prestar serviço à ciência. Durante a captura hóspedes da Caiman tiveram a oportunidade de acompanhar o procedimento, tirar dúvidas com os integrantes da equipe. Levaram para casa muitas fotos e lembranças inesquecíveis.
Para saber mais sobre o fundo de investimentos acesse: https://www.pandhora.com/

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/ projetooncafari
https://www.youtube.com/user/ Oncafari
www.facebook.com/ Projetooncafari

 

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/projetooncafari
https://www.youtube.com/user/Oncafari
www.facebook.com/Projetooncafari

ESTUDO REVELA ALTA CONCENTRAÇÃO DE MERCÚRIO EM ONÇAS-PINTADAS

 

No norte do Pantanal, região da cidade de Poconé, MT, onças vivem às margens de uma área de mineração, que usa mercúrio para extração de ouro. Pela primeira vez a quantidade desse metal foi  medida em animais vivos. O estudo, coordenado pelo veterinário Joares May Jr., da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e do ONÇAFARI, revela que a quantidade de mercúrio presente nos pêlos das onças no norte do Pantanal chega a ser 40 vezes maior do que nos pelos daquelas que estão no sul, no Refúgio Ecológico Caiman, em Miranda , MS. É a maior concentração já medida em animais silvestres de vida livre.

O projeto, que foi financiado pela Tetrapak, pela ong internacional Panthera e pelo ONÇAFARI,  teve as análises feitas no laboratório de química da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis.   Os resultados  são importantes porque a onça é um predador de topo de cadeia, que se alimenta de jacarés e peixes. Como os seres humanos da região têm uma dieta parecida podem estar expostos ao mesmo nível de contaminação. “Ainda não se sabe qual o impacto que a concentração de mercúrio pode causar a esses animais. O acúmulo desse metal pesado está relacionado ao aparecimento de muitas doenças no homem. Por isso médicos e veterinários da região precisam estar preparados para atender casos mais graves”, explica Joares.
A ideia dos pesquisadores agora é monitorar o possível aparecimento de sequelas nos já tão ameaçados felinos. 

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/projetooncafari
https://www.youtube.com/user/Oncafari
www.facebook.com/Projetooncafari

NOSSAS ONÇAS NO OSCAR DO DOCUMENTÁRIO

O tapete vermelho do Oscar mundial de documentários sobre meio ambiente abre espaço para as onças acompanhadas pelo ONÇAFARI. O filme “Jaguars: Brazil’s Super Cats” foi selecionado entre mais de 900 inscritos e está entre os finalistas do Jackson Hole Wildlife Film Festival na categoria  Melhor Filme sobre Conservação. A premiação acontecerá em setembro.
O filme registrou a história de Isa e Fera, filhotes de onça-pintada que perderam a mãe em uma enchente em Corumbá, MS. Sem saber ainda como sobreviver em vida livre elas teriam que ir para o cativeiro, como tantas outras. Mas, em uma iniciativa inédita,  as equipes do ONÇAFARI e do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros, o CENAP, órgão do Ministério do Meio Ambiente, deram nova chance às oncinhas. 
Durante um ano,  em um recinto construído no Refúgio Ecológico Caiman, elas foram ensinadas a caçar, se defender, escalar árvores, nadar. Com a atenção e dedicação dos pesquisadores aprenderam a ser selvagens e voltaram à natureza. Hoje, estão tão bem adaptadas ao Pantanal que logo devem dar à luz aos primeiros descendentes.
A saga para treinar e libertar Isa e Fera foi gravada de perto pela equipe da BBC, emissora de TV britânica.
É mais uma prova do reconhecimento que o ONÇAFARIconquista mundo afora e da força de cada onça para sobreviver.

SERVIÇO:

www.projetoonçafari.org
www.instagram.com/projetooncafari
https://www.youtube.com/user/Oncafari
www.facebook.com/Projetooncafari