Gato MARACAJÁ

Leopardus wiedii

Família

Pertence à ordem carnivora e à família felidae. Carnívoros contém 240 espécies em 7 famílias. 2 não existem no novo mundo: hienas (hyenidae) e mangustos (viverridae). São divididos em duas sub-ordens: Canniformia (cães, ursos, guaxinins e doninhas) e Feliformia (gatos, mangustos e hienas). Todas as espécies comem carne, mas muitas são onívoras e algumas sazonalmente frugívoras.

Felinos são os mais especializados ao consumo de carne da ordem carnívora e, correspondentemente, tem a dentição especializada. Os felinos tem como característica o esqueleto adaptado para saltar, todos tem 4 dedos nas patas traseiras e cinco nas dianteiras, com o primeiro da dianteira não tocando o chão. Com exceção do guepardo, todos tem garras retráteis, que geralmente são recolhidas durante a caminhada, e portanto, se mantém constantemente afiadas. As marcas das garras quase nunca são visíveis nas pegadas dos felinos, algo que as diferencia das pegadas dos cães. Todos tem boa audição e excelente visão noturna. A superfície de suas línguas tem papilas que dão um aspecto de lixa, ajudando a raspar a carne das presas dos ossos e no processo de auto limpeza. Já o olfato não é tão bom como na maioria dos outros carnívoros, raramente ajudando na localização de presas, mas importante na comunicação entre indivíduos como na demarcação de territórios e usados por fêmeas para avisar machos que estão prontas para acasalar.

 

Características

Mede 42 a 79cm de comprimento e sua cauda mede de 30 a 51cm. Pesa de 2,3 a 4,9Kg com machos e fêmeas praticamente do mesmo tamanho. Tem cabeça mais arredondada que os demais felinos e olhos surpreendentemente grandes. Sua cauda é proporcionalmente maior que de outros felinos e pode ser eficaz para equilíbrio e como contrapeso para saltar. Suas garras são proporcionalmente maiores, ajudando a agarrar em troncos e galhos.

 

Comportamento

Vivem em áreas de florestas e são ótimos escaladores e saltadores. Pode saltar verticalmente 2,5 metros em um único impulso. Tem tornozelos traseiros extremamente flexíveis, parecido com esquilos e único entre felinos, permitindo rotação de até 180 graus desses membros, o que resulta em rara habilidade de descer de árvores de cabeça para baixo. São solitários e descansam em árvores de dia.

 

Alimentação

Sua dieta consiste principalmente de mamíferos arborícolas, incluindo gambás, esquilos e ratos arborícolas, mas também preda mamíferos terrestres como cutias, coelhos e pacas, além de aves, répteis, anfíbios, insetos e frutas.

 

Gestação

Gestação leva de 76 a 84 dias quando nasce 1 filhote. Ninhada pequena é característica de mamíferos arborícolas. Filhote nasce com 85 a 125 gramas e começa a comer alimentos sólidos com 7 a 8 semanas. Atingem maturidade sexual com cerca de 2 anos.

 

Conservação

Ocorre da Argentina até o México e no Brasil em todos os estados com exceção do Rio Grande do Sul. Podem viver em cativeiro até 20 anos. Classificados como quase ameaçados pela IUCN. Foram muito caçados nas décadas de 60 e 70 para o comércio de peles (são necessários 15 para fazer 1 casaco de peles). Como a espécie esta intimamente ligada a habitats florestais, o desmatamento e perda de habitat é uma grande ameaça.